Audiência Pública sobre Orçamento do Estado para 2018 em Boa Esperança (21/07/2017)

A audiência presencial foi realizada na tarde de ontem, quinta-feira, no Centro de Convivência Carmelina Gera Alves, em Boa Esperança, com participação de 16 municípios que compõem as microrregiões Noroeste e Nordeste do Estado e cerca de 200 pessoas, dentre elas:  deputados, prefeitos e secretários dos municípios das microrregiões noroeste e nordeste, representantes de associações, instituições e cidadãos de Boa Esperança.

No evento, o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Regis Mattos Teixeira, destacou a importância da participação da população, ajudando o Governo a elaborar o Orçamento Anual do Estado. Ele explicou que o orçamento é um instrumento de planejamento que “deve estar alinhado com o que a sociedade espera dos governos, considerando as limitações financeiras e de recursos humanos existentes”.

Regis Mattos ressaltou que ninguém melhor do que os cidadãos para dizer o que é importante para a região onde moram. Ele frisou que a elaboração do Orçamento Anual é um trabalho coletivo, e também falou sobre os sinais de melhora na economia do país e do Estado. “Que com nosso trabalho, realizado de forma responsável, possamos ajudar o Espírito Santo a sair na frente nesse processo de recuperação do Brasil, e que nosso Estado possa continuar como exemplo para o país”, disse ele.      

O vice-governador, César Colnago, lembrou que o Governo do Espírito Santo, mesmo com a forte crise econômica registrada no país, com grande impacto sobre a arrecadação do Estado, vem pagando servidores e fornecedores em dia, mantendo serviços essenciais, especialmente os de Saúde, Segurança e Educação, funcionando regularmente, e realizando projetos inovadores, como Escola Viva e o Ocupação Social, além de obras de infraestrutura.

Os participantes da audiência, também puderam se informar sobre a conjuntura econômica do Estado e da sua região, durante apresentação de dados pela diretora de Estudos e Pesquisas do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), Ana Carolina Giuberti. Esses dados mostram que o pior da crise já passou, mas que o processo de reversão ainda se dá de forma lenta.

O prefeito Lauro Vieira defendeu a proposta de inserção no orçamento do estado a “Operação Colheita”, que visa o reforço policial no período da safra do café nos municípios.

Dentre outras propostas também sugeridas pelos munícipes estão: a conclusão da obra de asfaltamento Rod. ES-315 até a BR 101, reforma da delegacia, investimentos em rede de esgoto sanitário e recuperação do Córrego Boa Esperança, construção de barragens e mais de 40 propostas nas áreas de Infraestrutura e Logística; Desenvolvimento Urbano e Regional; Educação; Saúde; Gestão; Turismo; Cultura e Esportes; Desenvolvimento Ecológico; Meio Ambiente e Agricultura, Segurança e Defesa Social e Justiça.

Também participaram do encontro presencial pescadores ligados à Associação de Pescadores, Marisqueiros e Catadores de Caranguejo de Conceição da Barra, que reivindicaram obras de fixação da foz do Rio Cricaré, para resolver o problema da salinidade da água e garantir condições de trabalho.

Demandas online

Além das demandas sugeridas na Audiência Presencial, outras propostas podem ser inseridas no site www.orcamento.es.gov.br. Desenvolvido com versão mobile, o site pode ser acessado facilmente pela população, por meio de computadores, smartphones e tablets, e ficará disponível para acesso até o dia 2 de agosto, às 18 horas.